sexta-feira, 9 de julho de 2010

VOCÊ É FIEL NO QUE FAZ?

"Que os homens nos considerem, pois, como ministros de Cristo, e despenseiros dos mistérios de Deus. Ora, além disso, o que se requer nos despenseiros é que cada um seja encontrado fiel". (I Corintios 4.1,2)

Tenho postado artigos aqui neste blog que tem o propósito de alertar a igreja do Senhor Jesus sobre esse tempo de apostasia que já presenciamos com o aumento da iniquidade, da perseguição de fora e da corrupção de dentro da igreja! É sabido que vivemos dias onde "o amor de muitos tem se esfriado", e isso condiz com aquilo que percebemos na palavra de Deus em II Timóteo 4.2: "Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo grande desejo de ouvir coisas agradáveis, ajuntarão para si mestres segundo os seus próprios desejos, e não só desviarão os ouvidos da verdade, mas se voltarão às fábulas".

Vivemos insights desse tempo, onde as pessoas procuram justificar seus pontos de vista na base do ataque, com o uso de acusações desmedidas em direção de quem assume a posição de ensiná-las o caminho do verdadeiro Evangelho. Mas, na realidade, o que se percebe hoje já nos foi avisado pelas Escrituras e, o que devemos fazer é mantermo-nos fiéis em relação ao que temos recebido de Deus!

Como ministros de Cristo e despenseiros dos mistérios de Deus, temos de tomar algumas atitudes que são muito caras a quem deseja ser encontrado fiel:

01) Como "ministros de Cristo", somos escravos-remadores, e não celebridades.

A palavra que Paulo escolheu para usar como "ministros" no texto de I Corintios é justamente "huperethas" que originalmente essa palavra indicava aqueles que manuseavam a fileira de remos mais inferior de uma embarcação. Eram os remadores de terceira categoria, os que ficavam nos porões ao ritmo de um tambor e afligidos por fortes chicotadas.

Dai o que implicamos desse termo é que não temos de dar o ritmo, não somos condutores, somos remadores! Reconhecemos nosso devido lugar, nossa posição já está definida, precisamos manter o nosso trabalho não sob a influência de nossas próprias ideologias ou méritos pessoais, é bom lembrar aqui uma fala de João Calvino: “nenhuma obra que brota de nós é absolutamente perfeita e não infectada por alguma mancha”.

02) Como "despenseiros dos mistérios de Deus" somos zeladores daquilo que não é nosso.

É por ai. Não somos dono de nada que consiste de "mistérios de Deus", somos apenas mórdomos, cuidadores, administradores, pois a palavra aqui no grego é "oikonomos" que vem a ser "a quem o dono da casa ou o proprietário confiou a direção de seus negócios, seus gastos e receitas".

Como implicações preciso registrar que ninguém tem a unção de Deus para si, para uso mágico e místico, ou muito menos na igeja não temos esse negócio de dono ou chefe. Somos todos administradores de um bem maior que não nos pertence por legitimidade, apenas por graça. E graça é concessão!

Fico pensando que existem líderes em nosso meio que se sentem donos de seus ministérios, que fazem com que a obra de suas mãos prospere, mas sem a assistência e dependência do Espírito Santo. São escravos de seus próprios zelos. São reféns de suas potencialidades! Mas, na obra de Deus não existe marketeiros, a propaganda do nosso ministério quem faz é Deus é não nós!

Chega de gente querendo aparecer mais do que Jesus na igreja! Chega de pastor, seminarista ou quem quer que seja pensar de si mesmo maior conceito do que convém! Chega de aproveitadores usando o nome do Evangelho para enriquecerem e amealharem influências! Chega de usurpadores do sagrado, que um dia serão fulminados com o exercício da ira de Deus sobre os maus obreiros! Chega de gente pequena!

Que o Senhor, olhando para nós com graça, nos encontre em humildade de coração, e possa fazer com que os homens (eles sim!) nos considerem ministros e despenseiros, e que no dia final sejamos encontrados fiéis! Ai, receberemos a recompensa dEle que é muito melhor do que os elogios vazios dos homens.

Maranatha! Ora, vem Senhor Jesus!

8 comentários:

claudio disse...

Vitor, de forma alguma quero dar aula para o pastor formado num dos mais bem conceituados seminarios, minha intençao e por em discursao os argumentos, para aprender mais e mudar ou melhorar meu entendimento da igreja e biblia, somente para debate para somar mesmo
Agora que nas epistolas pastorais,e gerais nao tem um unico versiculo falando do dizmio, vemos claramente ofertas,coletas,esmolas,comunicaçao, etc mas dizimos nao foi uma pratica da igreja PRIMITIVA nem pratristica, foi realmente adotado na igreja quando ela se paganizou com os papas-imperadores no ano 777 com carlos magno

Verdadeiros cristaos ofertam mais do que dizimo

EZEQUIAS A. MARINS disse...

Cláudio, não quero me prolongar nas questões alusivas ao tema, "dizimo" em meu blog, pois não encontro sentido na maioria dos argumentos, mas eu quero deixar registrado aqui o meu lamento em relação à sua tese de que o dízimo não encontra respaldo na tradição apostólica, sendo algo que veio com os pagãos papas- imperadores. Essa tese não tem fundamento histórico, eu já disse e vou reforçar: há abundante base no Novo Testamento para incluir a coleta, ofertas, com o dizimo... Só porque não se tem o vocábulo "dizimo", não se pode dissociar o costume herdado pelos judeus na iniciante igreja cristã. O dízimo sempre foi prática dos crentes, sobretudo os fiéis!

Paulo Brasil - Atraves das Escrituras disse...

Está corrigido.

desculpe o uso do e-mail.

em Cristo

Paulo Brasil - Atraves das Escrituras disse...

Está corrigido.

desculpe o uso do e-mail.

em Cristo

claudio disse...

Otimo texto, muito bom concordo em genero e gral
Se eupudesse traria esse cara parapregar emrede nacional oumelhor mundial

http://www.youtube.com/watch?v=J34BKJet43Q

(cafetoes da prosperidade)

claudio disse...

queria ver esse cara pregando em rede nacional


http://www.youtube.com/watch?v=J34BKJet43Q

fcpmedeiros disse...

aproveitado a oportunidade queria ver essecara pregando emrede mundia de tv

http://www.youtube.com/watch?v=J34BKJet43Q

(cafetoes da prosperidade)

A. W. Pink | Archive disse...

Brasil, 12 de Julho de 2010

Divulgue esta idéia: A. W. Pink | Archive
http://awpink-pt.blogspot.com

No próximo dia 15 de Julho de 2010 faz 58 anos que o escritor A. W. Pink nos deixou chamado por Deus para o eterno gozo celestial. Um pastor, evangelista e teólogo que ficou marcado por sua firme adesão aos ensinamentos puritanos e calvinista. O seu biógrafo, Ian H. Murray escreveu que "a ampla circulação dos seus escritos depois da sua morte fez com que ele se tornasse um dos autores evangélicos mais influentes da segunda metade do século vinte". Não há dúvida que este homem tem nos influenciado profundamente provocando um renascimento da pregação expositiva e nos ensinando a viver biblicamente.

Com isso, In Memoriam, nasce uma idéia. Reunir em um só lugar os artigos, biografias, sermões, cartas, vídeos e mp3, excertos e obras completas do escritor Arthur Walkington Pink [mais conhecido como A. W. Pink]. Esperamos que seja mais uma oportunidade de relevância para cada cristão!

Uma homenagem a um servo de Deus,

Nele,
Os editores