terça-feira, 8 de dezembro de 2009

PICADEIROS GOSPEL!

O que vemos multiplicando-se em todo o pais são os "picadeiros gospel", encontros quase sempre financiados pelo poder público que atraem multidões enfeitizadas pelos cantores e bandas de maior sucesso na parada "evangélica".

Semana passada, Angra assistiu a mais uma edição do "Angra Expo", agora uma feira de cultura, lazer e entretenimento, desde já destacando a real finalidade de seus encontros regados com muita música evangélica, vendas de livros de sucesso (que vão desde Spurgeon a Augusto Cury) e espaços para publicidade de firmas de pessoas que pertencem ao chamado terceiro setor, que são empresários privados identificados com marcas atrativos ao público igrejeiro.

Muitos dos crentes estiveram envolvidos em suas idas aos palcos internos e externos para aclamar os vendedores de CD´s e DVD´s com conteúdos rasos de profundidade bíblica (na maioria dos casos) e intenções reais de lucro pessoal. Trata-se do reino da Terra, a saciedade do prazer carnal e pressão por lucros cada vez mais infernais, mesmo em canções que falam do céu!

Nesses "picadeiros" tudo vale a pena enquanto a alma cada vez mais é pequena! São ditos clichês de auto-ajuda, promessas mirabolantes de prosperidade material, mantras extravagantes, convites a pula-pulas irresponsáveis, e, como não poderia faltar uma e outra fala de tom politiqueiro e eleitoral (as eleições federais e estaduais estão se aproximando...).

Enquanto isso, os "santos de plantão" não deixaram suas igrejas locais esvaziadas, vieram servir a Deus com seus irmãos, ouvindo a mensagem do mesmo pastor e cultuando o Deus não dos Valadões apenas, mas o Deus também (e sobretudo) dos "pobres de espírito".

Que o Senhor nos livre do espírito circense dos cantores e animadores de palco comprometidos com os valores cada vez mais mundanos das gravadoras gospel e que, também acene com juizo sobre os exploradores dos que não tem discernimento para julgar entre o "arroz e feijão" saudável que é servido semanalmente em suas igrejas do venenoso "caviar" dos promotores de Expo!

8 comentários:

Barbara disse...

"Brigas divisivas ocorrem quando os crentes falham em examinar os fatos cuidadosamente e com MUITA ORAÇÃO, antes de formar uma opinião e começar a promove-la".
(Liberando o Fluir do avivamento).

Penso que esse não é um tempo de ofensas e sim de oração e súplica ao Senhor para que transforme a situação.

Concordo que devemos ter nossa opinião, mas não ofender as pessoas e nem julga-las. Afinal quem esquadrinha o coração do homem?
Tiago 4:12

lima, carlos a. disse...

twPastor, boa tarde. Quero através desta te parabenizar pela vigília de terça, pois, vejo que este é o único caminho pra chegarmos ao tão sonhado avivamento.
Sem oração o avivamento será só um sonho e não uma realidade.
Mas por outra fiquei triste em ver seu comentário sobre a Expo, pois, apesar de alguns pontos desfavoráveis, pra mim ainda continua sendo algo que me abençoa.
Lá pude comprar dvds para os meus filhos que falam sobre princípios de Deus.
Vejo que suas palavras são interessantes, mas um pouco carregadas de ofensas.
Picadeiro é lugar de palhaços e lá estavam alguns de seus melhores amigos, e sei que em lendo este artigo ficariam tristes como eu, que também estive lá e que também sou teu amigo. Faço parte de uma geração que tem acreditado e orado ( intercedido ) para que Deus una os líderes desta cidade para entregarmos nas mãos de Dele mesmo esta cidade. E creio que nossa unidade virá pelo que nos une ( Jesus Cristo ) e não pelos nosso modelos de Teologia ou Eclesiologia. Admiro sua pujança profética, mas as palavras usadas ( ou mau usadas ) tiram de nós o princípio da graça, que tempera nosso vocábulo. Pastor, fica este comentário ( depois de oração ) e desejo te te ver cumprindo o chamado que Deus colocou em sua vida.
Lima

Henri disse...

Muitas serão as reações adversas ao texto postado. Isso, porque vai de encontro a uma ambição. Ambição de quem vende e ambição de quem compra. Quem vendo tenciona auferir lucro e quem compra deseja saciar-se.
Houve uma invasão de pessoas anciosas em saciar suas necessidades através do que puderem comprar. O dinheiro é a solução.
Esquecem-se que Jesus Cristo, o Mestre, Salvador e Senhor, oferece de Graça! Na realidade, não se esquecem, precisam comprar (esforço) para que tenham alguma participação na sua felicidade. Aceitar algo grátis é para muitos um ultraje!
Quero ver é comprar esperança?!
Depois que gastarem (compradores) ou receberem (vendedores) o seu dinheiro, qual será a próxima investida para que consigam alegrar suas vidas?!
"Vinde, comprari sem dinheiro..."
"Por que gastais naquilo que não é Pão?"
Mas muitos estão gastando com pão e circo, esquecendo que quem tem o Pão tem a Vida e não precisa de circo porque encontrou a felicidade verdadeira.
Porquanto que não a encontrou permanece na procura e muitas vezes, pensando que a encontrou, paga por ela como se fosse possível marcar um certo preço.
Deus continue lhe dando discernimento e capacidade para escrever.
Dc. Henri - Membro da OBBH.

Bianca Nelis disse...

Pastor Ezequias, parabens...realmente a Angra Expo é uma vergonha para o evangelho em nossa cidade.Fico triste pelos pastores organizadores, pois segundo eles a Expo é uma iniciativa para o lazer cristão. Meu Deus!Que grande equívoco, a última coisa que Angra está precisando é de entreterimento gospel! Precisamos é de Palavra de Deus, de alimento para a alma, de ensinamento bíblico e de uma teologia biblica.Unir forças para trazer entreterimento deveria ser a última coisa a ser pensada, antes os líderes espirituais desta cidade deveriam se unir para chorar pelos perdidos sem Jesus que caminham para o inferno. Deveriam também se unir para chorar pela cidade que sofre tanto com o tráfico de drogas, pela falta de segurança, pelo descaso com a saúde pública, pelo sufoco na hora de tomar um transporte público, em fim...entreterimento é a última coisa que Angra precisa! Expo sem dúvida é um picadeiro gospel, é muito vergonhoso ver o Santo nome de Jesus ser comercializado e usado para prestigio político. Pastor Ezequias eu o parabenizo assim como parabenizo outros pastores de nossa cidade que tem dito não a tais iniciativas, Angra Expo de fato não glorifica o nome de Jesus pois, lá já tem muitas "estrelas". Que o Senhor da Igreja traga o avivamento bíblico para nossa cidade e que sejamos livres da cegueira espiritual!

Pastor Cicero disse...

Graça e paz.Parabéns pastor gostei muito, realmente é chegada a hora de agir com seriedade, para com as coisas de Deus,que Deus continue te abençõando, muito bom seu blog.estamos en sintonia veja a mensagen seriedade e sinceridade na pregação que escrevi no meu blog,obrigado pelo comentario que fez.Um abraço, fica na paz.

acdudas disse...

☆ ☆ ☆

Anônimo disse...

A despeito de desagradar a muitos que com certeza defenderão sua única fonte de entretenimento barato, liberado e sacralizado, não devemos declinar do dever de denunciar os desvios da fé cristã. Eu tomo a palavra picadeiro na seguinte acepção: “Lugar onde se ensinam ou amestram cavalos ou se fazem exercícios de equitação.” Talvez deixe mais confortáveis os que se sentem ofendidos com o uso mais costumeiro do vocábulo. Como não permito ser amestrado como consumidor voraz de música, livretos, salgadinhos e roupas gospel, nem meu voto é cabresto, fico de longe, mas desejoso de que a Som Livre nos livre, contratando todos os lázaros, valadões e daneses...
Agnaldo Aguiar (agnaldoaguiar@hotmail.com)

Anônimo disse...

Opinião cada um pode e deve ter a sua. Concordo com Pr. Ezequias. Precisa ter coragem para se expor e defender aquilo em que se acredita, correndo o risco de ser compreendido ou atacado. O tema deste ano chamou-me a atenção: feira, cultura e lazer promovidos por uma comissão de pastores com o apoio do conselho de pastores, financiados pela prefeitura. Os irmãos sendo entretidos,usados e manipulados. Foi a união das igrejas? União uma vez por ano regada com dinheiro público? Não é Jesus o senhor da igreja a razão da unidade entre as igrejas? Comprar material evangélico mais barato ou não pode acontecer o ano todo, pois temos irmãos que trabalham assim em nossa cidade. Incomoda o fato da igreja ser usada para fins eleitoreiros. A expo poderia contecer com um proposito diferente. Se as várias denominações se unissem cada um com seu melhor, tanto humano como financeiro, em oração, juntos traçando estratégias para a evangelização da cidade, Angra ficaria estarrecida e impactada com a gloria de Deus derramada. Pois onde há unidade o Senhor derramama benção. O que vi no domingo, último dia de expo, único ao qual participei, depois de me reunir com os irmãos e cultuar ao Senhor na congregação, deveras não glorificou o nome de Jesus. Vi em plena calçada da praia do anil, duas moças abraçadas em situação que nada agradaria ao Senhor.Duas vidas carentes de redenção.Onde estavam os intercesores e evangelistas naquele momento?
Enfim, Deus em sua soberania tem permitido que a expo aconteça por alguma razão. Que os olhos dos filhos e filhas de Deus se abram e os corações se quebrantem para conhecer os segredos do coração do Pai a cerca da nossa cidade.