quinta-feira, 23 de abril de 2009

MINHAS LEITURAS SOBRE O AVIVAMENTO.

Já há tempos venho lendo sobre avivamento. E tenho sentido "na pele", creiam nisso, os efeitos desse tempo de leituras e quebrantamento diante do Senhor. Nesse inicio de semana fui afligido em minha alma e corpo justamente após a preparação, realização e avaliação de uma vigilia que antecedeu esse tempo de fortes expectativas que estou vivendo no Senhor nestes últimos dias.

É interessante que este tempo que vivo em ardentes expectativas de Deus, tenho aprendido a perdoar, "zerar" o coração em relação às dívidas provocadas por incidentes em meus antigos relacionamentos com algumas pessoas, zelo pela glória de Deus expressado em minhas buscas espirituais por intimidade com o Senhor e também por uma reflexão do que está acontecendo desde os anos 60 na Indonésia. Eles estão vivendo um avivamento lindo e poderoso!

E pretendo nesse artigo aproveitar alguns pontos salientados pelo Dr. Kurt Koch que representam alguns dos perigos de um tempo de avivamento, à luz da experiência na Indonésia, mas que servem para nossa apreensão deste tema, e sem dúvida, cabe aqui uma aplicação direta ao que estamos vivendo aqui na IBACEN (Igreja Batista Central em Japuiba, Angra dos Reis, RJ).

(a) Cultos de personalidade são o primeiro perigo.

É assustador quanto estamos vivendo um tempo onde os holofotes parecem estar focados nos chamados "grandes homens de Deus". Estava completamente correto aquele irmão que um dia me disse: "não existem grandes homens de Deus, existem homens grandemente usados por Deus". Deus não divide sua glória com ninguém, no palco que o homem brilha, o Senhor não brilha! Num contexto de avivamento precisamos tomar cuidado para não roubarmos o fogo de Deus, darmos ênfase no poder do homem, obscurecendo o poder de Deus, infalivelmente quando isso acontece a glória de Deus se esvai, ai o nosso culto vira um "icabode", já se foi a glória!

(b) Sensacionalismo de histórias mirabolantes de milagres extraordinários.

Olha, eu creio que em um contexto de avivamento curas milagrosas acontecem, tenho lido até mesmo de ressuscitação de mortos! Mas, temos de tomar cuidado com os testemunhos explêndidos que se põem a detalhar aquilo que não foi concebido para ser enquadrado na formatação de pensamento humano! O coração do homem é uma fábrica de idolos como dizia Calvino, e é verdade que o orgulho precisa ser evitado em nosso interior com todas as nossas forças. Mattew Henry, o comentarista predileto de Spurgen disse certa feita: "Os homens me admiram frequentemente, e sinto deleite nisso, mas odeio o deleite que sinto". Grande parte do sensacionalismo que é criado em torno dos milagres gera orgulho no coração do homem mais santo, quanto mais daquele que já é contaminado pela sede dos elogios e vibrações das palmas humanas!

(c) Avivamento é obra de Deus! E Deus leva até o fim sua missão de propagar os efeitos do avivamento até o fim!

No contexto de avivamento precisamos tomar muito cuidado para não enchermos nosso coração de vaidade a ponto de acreditarmos que estamos no controle de alguma coisa. Já vivi momentos de euforia espiritual com a igreja que depois de algum tempo fui tentado a reproduzir o mesmo contexto e recebi de Deus a seguinte exortação: sou eu quem faço! É verdade no avivamento é Deus quem dá as cartas, é Ele quem faz, do jeito dele como ele quer... nada passa de seu arbítrio e querer, Deus a ninguém tem por conselheiro!

"Ai daquele que contende com seu Criador! o caco entre outros cacos de barro! Porventura dirá o barro ao que o formou: Que fazes? ou dirá a tua obra: Não tens mãos?" (Isaias 45.9)

(d) Num periodo de avivamento e eu tenho levado isso muito a sério, a pessoa de Jesus é respeitada!

Nossos jovens aqui da Costa Verde vão realizar um congresso aqui na Japuiba nos dias 01 a 03 de maio. O tema é sugestivo: "qual é a sua praia?" O subtítulo é desonroso: "Jesus é surfciente". O trocadilho não caiu bem, já disse isso para o presidente do Congresso! Não se pode brincar com o nome de Jesus! Aqui na igreja já disse: odiei esse subtema! Um velho ministro do evangelho na Inglaterra, o qual esteve presente no avivamento do país de Gales uma vez disse: "Lá para o fim do avivamento, toda gente falava no Espírito Santo e só se falava no Espírito Santo e não mais no Senhor Jesus".

Aqui na IBACEN levamos a sério o nome de Jesus, e compreendemos também que a obra de Deus não pode coincidir no apoio humano ou na promoção da honra do homem. A salvação é plenamente efetivada por Deus, não conta com o jeitinho humano! São valores bíblicos que não abrimos mão, até mesmo porque, em desprezando essas verdades fecharemos as portas para o avivamento que Senhor Deus nesse tempo está para derramar sobre nós, igreja do Senhor Jesus!

7 comentários:

Amanda C. disse...

Gostei!!! bjo

Ana Paula Esquivel disse...

Que palavra!!!!!
Deus abençoe!!!

Anônimo disse...

Deus te abençoe. Mateus

michelle disse...

Que Deus continue usando o pastor...Deus abençoe!!!!!!!!

michelle disse...

Que Deus continue usando o pastor...Deus abençoe!!!!!!!!

Giselle disse...

Pastor,o senhor é um desses homens grandemente usados por Deus!Que palavra!
Beijos

Jorge Eduardo Geraldo disse...

Sábias palavras irmão. Os verdadeiros sinais do avivamento estão nas vidas transformadas e não nas liturgias cheias de pirotecnia.