sexta-feira, 6 de março de 2009

PORQUE ANGRA DOS REIS AINDA NÃO VIVEU UM AVIVAMENTO!

Estou pensativo a respeito desse tema: porque Angra ainda não viveu um avivamento? Sem querer entrar em pormenores humanos, uma vez que eu creio que avivamento não pode ser fabricado pelo homem mas sim, vem como interferência do Senhor na história, fico avaliando "cá com meus botões" a respeito do vazio evangélico em nossa cidade.

Estamos presentes como igreja evangélica nessa cidade a menos de um século, com isso são quatro séculos sem a propagação do evangelho genuíno da cruz de Cristo. Nossa cidade tem o histórico fortemente católico e, inclusive deve à transferência da conhecida hoje "vila velha" para onde hoje é o centro da cidade justamente pelo assassinado do paróco daquele tempo (que dizem as más linguas estava de caso com a esposa de um fazendeiro!!!).

A igreja católica em nossa cidade é notabilizada por acordos políticos, presença social marcantes nos bairros (é claro que já foi bem maior!) e também pela benção ao governo que sempre sobe ao poder sob os auspícios de uma elite rica e maçônica. Há por aqui um casamento marcante entre o poder público e as sacristias, sobretudo em ocasiões de festejos religiosos que são sempre cobertos pelo erário público sem pudores.

Os evangélicos que estão por aqui no continente há cerca de 60 ou 70 anos tem na denominação pentecostal "Assembléia de Deus" uma vertente respeitável numericamente e com o peso de implantação de centenas de congregações em todos os pontos de nossa cidade com um número marcante de lideres formados em institutos bíblicos e alguns sem formação teológica alguma. É notável também a capacidade extraordinária de divisão desses ministérios independentes que se unem a líderes personalistas, despreparados e sectaristas (mesmo destacando a boa intenção de alguns, não posso dexiar de dizer que muitos deles por não encontrarem guarida nas sedes para seus projetos pessoais, amealham um grupo de pessoas, colocam uma placa em um salão e dizem por ai que estão fazendo a "obra de Deus").

O ramo tradicional dos evangélicos aqui em Angra são mantidos pelos nomes de batistas, congregacionais, presbiterianos e metodistas, sendo que, eles representam uma porcentagem significativa de membresia tanto no centro quanto nos bairros, mas um ponto de destaque é que seus líderes estão por demais encantados com as propostas sedutoras da política partidária em nossa cidade e, com isso, começam a perder credibilidade junto à opinião pública! Mas, ainda são os procurados por aqueles que gostam de ouvir a exposição das Escrituras e cultos mais organizados liturgicamente.

Sei que essa minha avaliação é apenas um "ponto de vista" que ilustra bem a vista de um ponto apenas: os pentecostais são marcados pelo divisionismo e os tradicionais pela ânsia no poder político. Mas, é preciso destacar que, quem inaugurou essa febre pelo poder foram os chamados "neo pentecostais" que são reconhecidamente maiores no rebanho da Igreja Universal do Reino de Deus. Atualmente a presidente da Câmara dos Vereadores é dessa igreja que é apenas fachada de um movimento político que honra a estirpe de seu líder, Edir Macedo, que inclusive, sonha em tomar de assalto o próprio Brasil com sua ganância desmedida!

Os pentecostais e os tradicionais em nossa cidade locopletam-se infelizmente, com os neo-pentecostais em seu afã político. Não é a toa que a Assembléia de Deus já tem seu deputado federal, a Sara Nossa Terra já tem também o seu, e a Igreja Universal tem prefeitos, vereadores, deputados e o vice presidente da República em seu quadro de membros! Destaque para o fato de que o vice presidente não é membro da igreja, mas é membro do partido político comandado por esse misto de igreja-empresa.

Não veio ainda o avivamento em nossa cidade por conta disso: ao invés de os evangelicos mais sérios seguirem o exemplo dos grandes avivalistas do passado que tinham denúncias seríssimas a fazer a respeito do Estado, todos começaram a flertar com o poder, e a cena mais comum que existe é a de pastores conversando nas escadarias da Prefeitura Municipal no afã de indicarem seus apadrinhados para funções contratadase e também à procura de recursos financeiros para suas ONG´s estranhamente fraudulentas! Isso tudo é uma lástima!

Está na hora dessa cidade conhecer o lado verdadeiro dos evangélicos! Dos assembleianos liderarem reuniões imensas de oração e busca por um avivamento regado a orações e lágrimas. Dos tradicionais insistirem em seus púlpitos marcadamente com mensagens expositivas sérias e de bom conteúdo deixando de lado os pensamentos de auto ajuda e de "batalha espiritual com requintes de bruxaria e paganismo"!

Aos neo-pentecostais apelo-os ao arrependimento para salvação de suas vidas, pois o evangelho que muitos deles apregoam é o da satisfação pessoal, aniquilamento do sofrimento com base em ofertas polpudas e crenças em milagreiros baderneiros e irresponsáveis!

Eu sonho com um avivamento espiritual em nossa cidade e trabalho pesado diariamente para que, quando ele vir me encontrar, bem como toda a igreja do Senhor preparada para um tempo de derramar sem interrupções e barbarismos!

Oxalá que seja neste tempo!

Um comentário:

Sílvio Santo da Costa disse...

Olá pastor, descobri por "acaso" o seu blog. Lí esta sua postagem e gostei muito. Sou assembleiano do ES, e suas críticas são de fato construtivas.

Louvo ao Senhor, pois Ele tem despertado alguns de seus servos para clamarem e desejarem verdadeiramente pela chegada de um genuíno avivamento.

Historicamente este avivamento não foi evidenciado "exclusividade entre, ou a partir dos pentecostais clássicos"; mas, como o Senhor bem disse: é uma obra de intervenção Divina nos rumos de nossa história.

Por certo, cada cidade em que há servos de Deus e o verdadeiro derramar do Poder do Senhor não se confirmou ainda; existem porquês e razões morais e espirituais que talvez o distancie.

Também vou orar pelo avivamento do Senhor em Angra, estimado pastor.

No amor de Cristo


Sílvio Costa
http://cristaocapixaba.blogspot.com